Catálogo de Produtos <

Novidades

A origem do marshmallow

Quinta-feira, 13/02/20

A história contada sobre o famoso docinho americano teve origem no antigo Egito, mas o nome escolhido para descrevê-lo apareceu somente no século XVI. Naquela época, o marshmallow era preparado com a raiz da planta marsh mallow (Althaea officinalis), que é rica em amido, mucilagem e pectina. A água do cozimento dessas raízes, ou de qualquer parte da planta, também era utilizada como um substituto da clara do ovo, na confecção dos merengues.

Hoje, a textura das guloseimas costuma ser obtida a partir da gelatina usada nas receitas. São acrescentados a ela ingredientes básicos como açúcar, clara de ovo, glucose de milho e aromatizantes especiais. Depois de prontos, os marshmallows são cortados e envolvidos em uma suave camada de açúcar de confeiteiro e amido. É assim que eles ganham aquela aparência delicada.

Os marshmallows são muito comuns em países da América do Norte e populares nas brincadeiras como “chubby bunny”, em que crianças enchem a boca com o doce, e tentam pronunciar frases difíceis. Também podem ser facilmente encontrados nas festas natalinas, assados em dias de frio intenso em lareiras ou derretidos diretamente na xícara de chocolate quente.

Os maiores atrativos do marshmallow certamente são sua textura macia e sua aparência aveludada, geralmente em uma paleta de cores pálidas. Os doces industrializados, quando não são branquinhos, seguem os tons suaves da flor silvestre da planta que costumava ser usada na sua produção. Quando são assados sobre brasas, se forma uma crosta crocante que envolve a camada de calda quente, mantendo o centro fofo e consistente. Uma delícia irresistível!

Fonte: Circuito MT

Compartilhe
Voltar para todas

Deseja vender nossos produtos?


Tenha os nossos produtos em seu estabelecimento e ofereça aos seus clientes o que há de melhor em doces caseiros.